sexta-feira, julho 09, 2010

La Naranja vs. La Roja

O pardal tailandês escolheu a Holanda. O polvo alemão escolheu a Espanha. Cada cabeça, sua sentença. Pois, para mim, não restam muitas dúvidas, a Holanda ganha. Vence. Pelo modo como as coisas andam, são eles, aqueles holandeses que lá para baixo foram, quem estão mais preparados, estimulados, mentalizados, esfomeados, estigmatizados, para cumprir com a função. A Espanha joga mais, no sentido de dar prazer a quem assiste? Sem sombra de dúvidas! Mas isso hoje não interessa, pois não? Ou já interessa novamente? Que me lembre – não me lembro! –, nunca o campeão foi aquela equipa que mais encantou. É como se fosse condição necessária... Miséria. Assim, a Holanda vai ganhar. Vai sofrer, vai fazer sofrer, vai tremer, vai colocar tudo no nervo, vai jogar feio, sujo até, vai fazer o que tem de ser feito. A Espanha {ainda} anda deslumbrada consigo mesma. A Holanda está convencida, cheia de si.

Embora esteja totalmente convencido de que a Espanha vai perder, bom, sempre há aquele 1% que nos diz que tudo é possível. Seria interessante, à falta de melhor termo, que a Espanha nos provasse, finalmente, a todos, que dá para ganhar campeonatos do mundo sem mudar o estilo em favor do cinismo. Sem atraiçoar toda uma cultura e um modo de viver o futebol. Se me dissessem — sei lá, um polvo, não, um esquilo num parque londrino –, que caso a Espanha ganhasse, e a lição final espelhada nessa vitória fosse essa, e que a Holanda a aprenderia humildemente, abnegadamente, eu até que apoiava a Espanha... O silêncio, contudo, é alarmante. Prefiro, pois, esperar, torcer, gritar, para que a Holanda ganhe o raio da taça. E que finalmente alguém ganhe o que Cruijff nunca ganhou. E que cosam a estrela nas camisas. E que se calem para sempre. E que se aprenda então que não vale a pena sofrer desta maneira.




PS — "A Holanda vai ganhar" não é bem o mesmo que "a Espanha vai perder", pois não? Tenho de pensar melhor nisto...

13 comentários:

Bruno Ribeiro disse...

Pois eu torcerei, com toda a alma, pela derrota holandesa. Seria uma indelicadeza muito grande (e uma injustiça divina) que os descendentes dos colonizadores, que os bisnetos dos boêres racistas e fundadores do apartheid, levantassem a taça de campeão justo na África do Sul, terra deste magnífico Nelson Mandela. Vamos Espanha! Vamos que os laranjas NO PASARÁN!

anauel disse...

Esse argumento é que no pasará, caro Bruno. E o que dizer do que os nuestros hermanos fizeram por essa América afora? Como torcerá o caro Bruno por aqueles que devastaram tantas civilizações nesse belo continente? Os holandeses são (foram!) tão torcionários quantos os espanhóis.

Uma coisa não pode, nem deve, ter a ver com outra. E não seria nunca uma indelicadeza, quanto muito seria reparação, atonement. A selecção holandesa visitou Robben Island e prestou homenagem a Mandela e outros tantos presos políticos. Quantas selecções o fizeram enquanto lá estavam? A selecção holandesa inaugurou uma quadra de futebol, oferecida ao bairro mais problemático de Joanesburgo, paga pela Fundação Cruijff, pelo Governo holandês e pelos próprios jogadores. Quantas selecções fizeram algo semelhante?

Como vê esse argumento não pega. E muito menos no que diz respeito à Holanda. Se há país que sabe que fez muita merda ao longo dos tempos, que sabe que não é perfeito, que sabe que erra aqui e ali, esse país é a Holanda. E saber, admitir, faz parte do processo de redenção. Um grande país faz-se assim.

aquelabruxa disse...

Estás ms é a perder um fim de semana do caraças aqui em Amesterdão. Hoje já fui nadar no rio, pois está um calor insuportável, e em dias assim isto é um sonho. É que "um sonho" é mesmo a descrição perfeita.

aquelabruxa disse...

what's bruno's problem?

anauel disse...

Ah!, não me faças inveja... a sério... não faças... ;)

Bruno's probleem is twee doelpunten tegen Brazilie... ;)

aquelabruxa disse...

Não tenhas inveja que já está a chover canivetes. Fui dar mais um mergulho ao rio e vieram as nuvens, e depois uns pinguinhos, e agora alta trovoada… A sério!

Bruno Ribeiro disse...

Ingleses, holandeses, espanhóis, portugueses... São todos colonizadores, racistas, criminosos de índios e negros. Torço contra vocês todos, sempre contra. Hoje torcerei para a Espanha porque me parece o fim menos injusto para uma primeira Copa em continente africano.

aquelabruxa disse...

Ingleses, Holandeses, Espanhóis… escreve-se tudo com maiúscula, pois são um povo. E os Espanhóis colonizaram tanto como os Ingleses, os Holandeses e os Portugueses. Há brasileiros que só dizem disparates.

anauel disse...

;D

Bruno, como disse Valdano, e bem, o futebol é a mais importante das coisas sem importância.

Nunca esqueças isto. Amanhã os holandeses limpam o lixo do chão, arrumam as bandeiras laranja e voltam a ser o grande, enorme, país que são. Voltam àquilo que é importante. A vida.

O futebol é uma merda quando quer imitar a vida. Por isso esta Holanda desta copa foi tão merdosa. Quis ter sucesso, quando o importante é dar prazer!

aquelabruxa disse...

Se o futebol fosse justo era assim: O Mundial é na África do Sul, por isso a África do Sul deve ganhar. Pronto, está feito. Nem é preciso haver jogos…

anauel disse...

;D

Niet lekker, ó pá!

aquelabruxa disse...

Não sejas palerma, jongen! Então a Holanda ficou em segundo, isso não é bom? Mais logo já te mostro uns vídeos e fotos da recepção dos rapazes nos canais.

anauel disse...

Isso!