domingo, janeiro 07, 2007

Há coisas assim...

Perdoem-me, mas não resisto. Bem sei que uma das regras a que me obriguei desde a fundação deste blog é a de não dividir, não distinguir, não escarnecer. Basicamente, contrariar e anular todo o meu potencial criticismo. Deixá-lo de fora nestas (as do futebol, entenda-se) andanças. Longe de mim exultar com as derrotas alheias (se repararem bem, para trás só tenho posts versando o Glorioso; só isso me interessa, tudo isso me chega). Mas, hoje, a derrota do FCP ante o Atlético não pode deixar de suscitar um ou outro comentário. Como este: ficam, pois, hoje a saber que o último minuto de um jogo tanto pode dar para ganhar como para perder. Ou este: Maria José Morgado abra a pestana e faça o seu TPC, é só olhar, está à vista, este [árbitro] só pode ser mais um dos "tais". Ou este (e estou a basear-me nos poucos comentários que ouvi sobre o jogo, pois não o vi): a humildade e o respeito pelos outros (por mais pequenos que sejam) só fica bem, nunca mancha.

2 comentários:

O LEÃO DA ESTRELA disse...

O Atlético Clube de Portugal não precisou de estágio nem de outras "condições de trabalho" para chegar às Antas fazer o seu jogo e ganhar. Os jogadores tiveram que sair da cama pelas 6 horas da manhã para se meterem num autocarro que saiu de Lisboa às 7h00 rumo ao Porto. O futebol é mesmo muito imprevisível...

José Martins disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.